Bruno Faro

LIDERANÇA

Para quem se destina

Se destina àqueles que já lideram ou que almejam um dia liderar equipes. Empreendedores e futuros empresários. O talento da liderança é composto de incontáveis qualidades, que devem ser trabalhados diariamente para o autodesenvolvimento de líderes, que engajam suas equipes a conquistarem excelente resultados.

Formatos

   Palestras de 1 hora e meia 

   Workshops de 1 a 3 dias (6 horas por dia)

   Consultoria a definir com o cliente

Descrição

85% das pessoas que pedem demissão, o fazem por causa dos chefes;
75% das empresas admitem que não desenvolvem o talento da liderança internamente;

 

O custo para trazer um líder de fora da empresa é 250% maior que se houvesse sido desenvolvido internamente (Creative Leadership Quarterly).

TEMAS ABORDADOS

Inteligência Emocional

Campo de estudos de liderança que ajuda a desenvolver líderes mais cientes de suas características, habilidades, fraquezas e que ao mesmo tempo auxilia a gerenciar outras pessoas com sabedoria, criatividade e altos valores.
O autoconhecimento desenvolvido do líder é imprescindível para que possa gerenciar a si mesmo e suas equipes e empresas.

7 estratégias para autocontrole emocional

– Autoconhecimento;
– Paciência;
– Compaixão;
– Atenção plena;
– Vacuidade/empatia;
– Conexão;
– Identificação de gatilhos.

Benefícios da liderança com Inteligência Emocional

– Líderes com alta IE são mais produtivos;
– Tem mais impacto no lucro. Quanto mais grandes líderes uma organização tiver, mais destaque terá;
– Melhor maneira de reter talentos é tendo uma boa relação com eles;
– Pessoas positivas vivem mais;
– Os motivos de perder clientes são 70% relacionados com QE;
– 50% do tempo nos negócios são perdidos por falta de confiança;
– As maiores sabotagens executivas incluem a falta de controle do impulso e a incapacidade de trabalhar em equipes (Fonte: center of creative leadership);
– O custo de substituir um gerente é de 250% de seu pacote de compensação (Fonte: center of creative leadership).

E mais...

– Como desenvolver entrevistas de emprego focadas na identificação de I.E nos candidatos (mais de 20 características que podem ser apontadas);
– Autodiretividade;
– Cooperatividade;
– Autotranscendência.

Principais características a serem aprimoradas

1. Elevando o sarrafo

A capacidade de liderança determina o grau de eficácia da pessoa. Da mesma forma que um atleta que salto em altura está sempre elevando o sarrafo, um líder deve sempre elevar seus limites. Se uma empresa ou equipe vai mal, é porque seu líder não está bem.

2. Influenciar

Sem influência, é impossível liderar. Um líder de verdade sempre é escutado.
O posto não faz o líder, o líder que faz o posto. Para ser muito influente o líder precisa ter caráter, bons relacionamentos, conhecimento, intuição, experiência, sucessos anteriores e capacidade de levar a equipe à vitória.

3. O caminho

Liderança se desenvolve dia a dia e não de um dia para o outro. Grandes líderes sabem que sempre há o que melhorar. Se investirmos continuamente em liderança deixando esse patrimônio render, o resultado inevitável é o crescimento.

A capacidade de liderar é na verdade uma coleção de habilidades, e quase todas podem ser aprendidas e aperfeiçoadas. Respeito, experiência, força motivacional, impulso, visão, noção de tempo.

4. Conduzindo a equipe

Se o líder não consegue conduzir as pessoas por águas agitadas, ele está propenso a afundar o navio. Seguidores precisam de líderes capazes de orientá-los de modo eficaz.

– Predetermine seu curso de ação;
– Lance suas metas;
– Adeque suas prioridades;
– Notifique as pessoas fundamentais;
– Espere a aceitação;
– Jogue-se na ação;
– Aguarde problemas;
– Reflita sobre o sucesso e examine diariamente os planos.

5. Agregando valor

90% das pessoas que agregam valor, fazem isso de forma INTENCIONAL. Para isso, todos os dias o líder precisa sair da sua zona de conforto e pensar em agregar valor aos outros.

Agregamos valor quando valorizamos os outros, passamos a ser mais valiosos aos outros, conhecemos e nos conectamos ao que os outros valorizam.

O líder auxilia os membros da equipe a atingirem suas metas em todas as esferas e desta forma os engaja à organização.

6. Confiança

Confiança é um exemplo de competência, conexão e caráter. A equipe deve confiar plenamente em seu líder. As pessoas perdoam erros honestos, porem pessoas desonestas afundam as organizações.

Como ganhar respeito da equipe e do mercado: tomar decisões sensatas, admitir erros, colocar aquilo que é melhor para seus seguidores e a organização acima dos seus interesses pessoais.

7. O respeito mútuo

As pessoas naturalmente seguem líderes mais fortes que elas. Se você é um sete, será seguido por 6, 5, 4, etc. e seguirá 8, 9 10.

Quanto mais capacidade de liderar uma pessoa tem, mais rápido ela reconhece liderança em outras pessoas. Quando as pessoas te respeitam como indivíduo, o admiram. Quando o respeitam como amigo, o amam. Quando o respeitam como líder, o seguem.

Líderes excelentes ficam na organização e com sua equipe mesmo quando as coisas vão mal. Eles nunca abandonam o barco.

8. Intangível – a importância da intuição do líder

As pessoas são intuitivas nas áreas que são fortes. Esse tópico se baseia em fatos e em detalhes intangíveis como moral dos funcionários, impulso organizacional e a dinâmica das relações.

Ler pessoas é talvez a habilidade intuitiva mais importante que os líderes podem ter.

9. Atração

No que as pessoas se parecem: geração, postura, histórico, valores, energia, talento, capacidade de liderança, etc.

Os líderes atraem pessoas semelhantes a eles e naturalmente afasta aquelas diferentes. A seleção bem-feita de uma equipe maximiza isso.

As equipes são a extensão do líder.

10. Conexão

Estabelecer esta conexão não é função dos seguidores, mas dos líderes.

No que diz respeito a trabalhar com pessoas, o coração vem antes da mente. Precisa tocar o coração antes de pedir uma mão.
Quanto mais forte o relacionamento que o líder estabelece, maior a conexão que ele forja.

Mesmo em grupo, devemos nos relacionar como indivíduos. O líder não enxerga grupos, mas indivíduos únicos.

Para o líder se conectar com qualidade ele precisa:

– Conectar-se consigo mesmo;
– Comunicar-se de forma clara e aberta;
– Conhecer seu público;
– Viver a mensagem que passa;
– Estar próximo fisicamente;
– Acreditar em sua equipe;
– Orientar sempre.

11. O círculo íntimo

Aqueles mais perto do líder determinam seu grau de sucesso.

O círculo íntimo é formado pelos colaboradores mais próximos do líder. Para saber a qualidades destes, o líder deve avaliar:

1 – Eles têm grande influência junto aos outros?
2 – Eles contribuem com um dom complementar?
3 – Eles têm uma posição estratégica na sua organização?
4 – Eles agregam valor a mim ou à organização?

Contrate a melhor equipe que puder encontrar, desenvolva-a o máximo possível e passe a eles tudo que puder.

12. Transferência de poder e crescimento da equipe

Um líder deve transferir poder a colaboradores mais capazes, caso contrário engessa o andamento por ficar atarefado demais. Muitas pessoas já ficam mais motivadas simplesmente por ganharem mais responsabilidade.

Todo líder deve desenvolver colaboradores para serem líderes no futuro, pois assim o efeito de crescimento da organização é multiplicado.

Líderes que diminuem aqueles que se destacam acabam se diminuindo também. Por mais que poder seja transferido, um grande líder não perde sua posição.

13. Imagem

A equipe presta mais atenção no que o líder faz do que no que ele fala. Por isso a imagem do líder deve ser alinhada à sua fala.

Grandes líderes são altamente visionários e práticos. Sua visão permite que eles vejam além do imediato. Eles podem antecipar o que está por vir e o que precisa ser feito. O melhor presente que o líder pode dar é sendo um bom exemplo. Colaboradores elegeram as características mais importantes que eles notam nos líderes.

14. Compra

Antes que comprem sua visão, as pessoas precisam comprar o líder. As pessoas de início não seguem causas merecedoras, mas líderes merecedores.

Como líder, seu sucesso é medido por sua capacidade de levar as pessoas aonde elas precisam ir.

15. Equipe Campeã

Grandes líderes nunca estão dispostos a aceitar a derrota. O líder de qualidade leva sua equipe aos objetivos traçados, sendo vitorioso. Mesmo quando há deslizes, estes são ínfimos perante a grandiosidade vitoriosa da equipe.

16. Impulsão

O impulso é o melhor amigo de um líder. Quando o líder não tem impulso, mesmo as tarefas mais simples parecem impossíveis. Pequenos problemas parecem obstáculos insuperáveis. Falta de impulso derruba a moral da equipe.

Quando há líderes com impulso em organizações burocráticas, geralmente eles se frustram. Nesses lugares as pessoas geralmente já perderam o passo e o líder impulsionado não admite ser barrado por burocracias.

17. Priorizar

O líder deve saber ao que dar mais atenção. Priorizar se resume à sua capacidade de gerenciar seu tempo às atividades que realmente importam. Isso pode ser feito inclusive utilizando metodologias como a lei de Pareto.

18. Abertura a sacrifícios

Todo líder faz sacrifícios para alcançar seus objetivos e geralmente ele abre mão de muito mais coisas que os seguidores.

Um grande erro é acreditar que o sacrifício um dia termina, se isso ocorre, o líder não evolui mais, ele estagna.

19. Momento certo

O bom momento de liderança demanda certos detalhes:

– Compreensão: pleno controle da situação;
– Maturidade: se os motivos dos líderes não são os certos, o momento não será oportuno;
– Confiança: as pessoas seguem quem sabe o que precisa ser feito;
– Decisão: líderes fracos criam seguidores fracos;
– Experiência: se há líderes inexperientes, eles precisam da experiência de outros;
– Intuição: o momento muitas vezes depende de detalhes intangíveis;
– Preparação: os líderes criam condições caso elas não sejam boas;
– Quando o líder certo e o momento certo se juntam, uma organização atinge seus objetivos, amadurece, tem recompensas inacreditáveis e ganha impulso.

20. Atraindo líderes

Grandes líderes atraem outros líderes e não seguidores. Acrescente dez seguidores à sua organização e terá o poder de dez pessoas. Acrescente dez líderes e terá o poder de dez líderes vezes todos os seguidores.

21. Sucessão

O valor do líder é medido pela sua sucessão. O objetivo da InKitchen é agregar valor a líderes que multiplicarão este valor para outros. O efeito é engrandecedor e assim poderemos abaixar o número de pessoas que se demitem por causa de seus chefes.

Esse efeito multiplicador impactará no mercado e permitirá que empresas tenham menos troca de funcionários mantendo equipes muito mais engajadas.

22. Recrutamento

O líder deve primeiramente determinar as características necessárias no próximo membro da equipe. Através de uma entrevista alinhada, escolher aquele que melhor se encaixa.

A chave de sucesso aqui está no grande autoconhecimento do líder e do momento da equipe, pois assim conseguirá alinhar perfeitamente as necessidades da equipe com as habilidades do novo integrante.

23. Posicionamento

Não adianta ter talento e ser colocado na função errada. O líder deve saber posicionar cada um dentro de cada novo desafio usufruindo o que os colaboradores possuem de melhor e o que tem maior preferencia em executar.

24. Desenvolvimento pessoal

Desde o primeiro dia o contratado deve saber o plano para seu desenvolvimento pessoal. O líder deve além de traçar este plano, alinhá-lo aos sonhos do novo integrante se possível. A clareza neste processo gera sucesso ao método empregado pela InKitchen.

25. Minimalismo

Cada vez mais o líder deve fazer mais com menos; menos pessoas, menos recursos, menos tempo. A InKitchen promove uma nova visão sobre o corriqueiro a fim de expandir o olhar do líder à novas possibilidades. Assim como na gastronomia um chef está sempre procurando minimizar desperdício e manter sua equipe mais produtiva possível no menor tempo, um grande líder deve trabalhar o minimalismo diariamente na sua organização.

26. Liderando diferentes gerações

Cada geração possui características únicas, mas classificar pessoas em grupos gera limitações. A liderança de sucesso que a InKitchen ensina foca no indivíduo e não nos grupos. Portanto, tratar os membros da equipe com generalizações é altamente improdutivo. O líder deve ler cada um e identificar as habilidades individuais independente de geração, raça, sexo, etc.

27. Retenção de talentos

A forma de reter talentos é através da motivação. Esta começa com a construção de excelentes líderes através das habilidades descritas anteriormente. Um funcionário de uma empresa que possui líderes com alto nível de desenvolvimento, naturalmente se manterá engajado à causa.

METODOLOGIA 3 ESTRELAS MICHELIN

A maneira que os melhores restaurantes do mundo criam novos produtos e serviços, baseando-se nos pilares: clientes, produtos, equipe, ambiente, assinatura, inovação.

METODOLOGIA AUTOCONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

O desenvolvimento de características inatas e identificação de pontos a serem melhorados. Cada líder possui um perfil, portanto é fundamental identificar ponto a ponto de cada pessoa no curso visando traçar um caminho objetivo e prático para seu desenvolvimento futuro.